sábado, 19 de dezembro de 2009

O Barato do Corredor

Tenho algo a confessar: sou um viciado!

É isso mesmo v i c i a d o !!!

E se tudo correr bem volto para a produção do meu coquetel preferido, vou explicar como: ele é constituído de três ingredientes principais, ou seja, de Endorfina, Serotonina e Adrenalina.

Para produzir este coquetel tenho que literalmente suar a camisa, não é para qualquer um, lamentavelmente pode soar com uma certa petulância, mas é só para os persistentes, para os guerreiros – desculpe a falta de modéstia – mas é para aqueles que são disciplinados, perseverantes, tenazes, enfim, para os Corredores de Rua.

Claro que se vacilar, é um desespero só, pois, quando desiste de correr por algum deslize, a pena é terrível: tem que começar tudo de novo; 'desceu a montanha'? Sinto muito, tem que subir cada etapa novamente, não tem atalho, castigo daqueles que estavam quase no topo e desistiram.

O condicionamento perde-se de forma desproporcional; deixou de correr uma semana? Comece de onde estava a um mes atrás. Não corre a dois meses? Comece com o treino de seis meses. Parou a um ano? Comece tudo de novo, não tem choro. Como mencionei: é desproporcional.

Mas vamos voltar ao coquetel: o Barato do Corredor. Ele é constituído como mencionei: da Endorfina, cujo termo consiste na junção das palavras "endo" (interno) e "morfina" (analgésico), significando que é uma substância com propriedades da morfina produzida internamente pelo organismo, está associada à melhora da memória, aumento da resistência e disposição física e mental, ajuda o nosso sistema imunológico, diminui as dores e retarda o envelhecimento.

A Serotonina participa do controle do humor, comportamentos emocionais e ciclo do sono–vigília, têm efeito analgésico, está relacionada com a termoregulação, fome, controle da respiração e pressão sangüínea e por ultimo a Adrenalina, que provoca um grande aumento nos batimentos cardíacos e eleva as artérias, fazendo com que o sangue chegue mais rapidamente aos órgãos mais importantes como o cérebro e o coração. Tem mais substâncias, só que estas tres são as mais, mais.

Junto com a produção deste coquetel tem um ingrediente que não é um hormônio, é algo de uma dimensão enorme, é a vontade de poder, que impulsionada por uma força interna nos move, fez com que determinasse para 2010: todas as provas de 10 km, Meia Maratona e a São Silvestre, ou seja, vou entrar em forma novamente, começo a escalada curtindo o Barato do Corredor.





Virei a pagina...












by José Rubens Salles Toledo

Boa Sorte... até...

É só isso
Não tem mais jeito
Acabou, boa sorte

Não tenho o que dizer
São só palavras
E o que eu sinto
Não mudará

Tudo o que quer me dar
É demais
É pesado
Não há paz

Tudo o que quer de mim
Irreais
Expectativas
Desleais

That?s it
There is no way
It's over, Good luck

I have nothing left to say
It?s only words
And what l feel
Won?t change

Tudo o que quer me dar /Everything you want to give me
É demais / It's too much
É pesado / It's heavy
Não há paz / There is no peace

Tudo o que quer de mim / All you want from me
Irreais/ isn't real
Expectativas / Expectations
Desleais

Mesmo, se segure
Quero que se cure
Dessa pessoa
Que o aconselha

Há um desencontro
Veja por esse ponto
Há tantas pessoas especiais

Now even if you hold yourself
I want you to get cured
From this person
Who poisoned you

There is a disconnection
See through this point of view
There are so many special people in the world
So many special people in the world in the world
All you want
All you want

Tudo o que quer me dar /Everything you want to give me
É demais / It's too much
É pesado / It's heavy

Boa Sorte / Good Luck (Vanessa da Mata)